VAGINISMO

O QUE É VAGINISMO?
É o recorrente ou persistente espasmo involuntário da musculatura da vagina que interfere com a penetração vaginal e que causa stress .


 
Quando os músculos se contraem acontece o vaginismo.
QUANDO ACONTECE O VAGINISMO?
1. Sempre que houver qualquer tentativa ( real ou imaginária) de penetração vaginal.

2. Durante a consulta ginecológica, quando é necessário o exame da vagina . Algumas permitem o exame , não é válido para todas.


AS MULHERES QUE TÊM VAGINISMO CONSEGUEM TRANSAR?
A grande maioria das mulheres não conseguem transar ( relação pênis-vagina ) pois NÃO CONSEGUEM permitir o ato sexual.

Muitas mulheres TÊM RELACIONAMENTO SEXUAL PRAZEROSO com o parceiro sexual, isto é conseguem OBTER ORGASMO e SATISFAÇÃO SEXUAL através de carícias sem que haja penetração.

Algumas têm um vaginismo parcial e permitem uma introdução peniana que não é completa e sempre é acompanhada DE MUITA DOR.


É isso que não acontece se existe vaginismo.



O VAGINISMO É CAUSA DE MATRIMÔNIO QUE NÃO FOI CONSUMADO?
Sim. O Vaginismo é uma das causas mais freqüentes de desse tipo de matrimônio no qual não ocorreu a conjunção carnal.

Os terapeutas sexuais recebem para tratamento, casais que voltaram da lua-de-mel, sem conseguir transar, até casais com 20 anos de matrimônio.


QUAIS SÃO OUTROS MEDOS INCONTROLÁVEIS, DO TIPO QUE ACONTECE NO VAGINISMO?
A maioria das pacientes com vaginismo ( 75%) que atendi no consultório possuem o que se chama de FOBIA SOCIAL.

Exemplo de Fobias que todos conhecem é "medo de andar de avião", "medo de andar de elevador", "medo de altura"...são todas involuntárias como o vaginismo.


É POSSÍVEL FAZER ALGUM TRATAMENTO MEDICAMENTOSO OU CIRÚRGICO PARA O VAGINISMO?
Atualmente, na literatura médica e na terapia sexual, não há indicação para esses tratamentos, pois o exame ginecológico dessas mulheres é normal.



COMO DUAS PESSOAS SE MANTÊM CASADAS SEM SEXO?
1- Muitos casais não sabem o que é vaginismo, nem que existe solução. Não sabem a quem recorrer, qual o tipo de especialista procurar. A falta de acesso a informação e a saúde ainda são problemas comuns no Brasil. Uma das intenções deste site é dar informações para que todos saibam que existe solução .

2- Muitas vezes o homem também tem uma disfunção sexual do tipo disfunção erétil ( impotência) ou ejaculação precoce. Nesses casos, o casal não transa pois os dois têm problemas sexuais.

3- O VAGINISMO É UMA DAS CAUSAS para uma união não plenamente sexuada mas existe outras inúmeras razões pelas quais casais podem ter uma vida sem sexo. Exemplo disso são casamentos, nos quais não há mais desejo sexual, nos quais existe "fobia" de intimidade...nesses casos deve-se trabalhar a dificuldade a nível psicoterápico. Pode não haver sexo pois um do par é bissexual ou homossexual; essas questões serão discutidas em outras seções do site.

4- A maioria dos casais, que recebo por vaginismo, dizem que o "ÚNICO" problema entre eles é o coito, que eles se entendem muito bem, com essa "exceção" e demonstram desejo de resolver o problema.
QUAIS OS TIPOS DE VAGINISMO?
1 - Primário: Acontece desde as primeiras tentativas de coito .

2- Secundário: Acontece depois de uma período de vida sexual normal e está associada a um evento , emocional ou orgânico.


TODA MULHER QUE TEM DOR NA RELAÇÃO SEXUAL TEM VAGINISMO?
NÃO.
QUAIS OS EVENTOS QUE PODEM LEVAR UMA MULHER, QUE INICIALMENTE TINHA VIDA SEXUAL SAUDÁVEL , A ADQUIRIR VAGINISMO SECUNDÁRIO?
1* Trauma emocional : após acontecer algum evento marcante negativo que faça-a temer o relacionamento sexual completo.

2 * Secundária a patologia orgânica não resolvida: Após adquirir um reflexo condicionado, pois se "forçou" a transar, quando estava com uma patologia ginecológica. Mulheres que vivem situações sexuais nas quais sentem dor causada por um problema ginecológico talvez , mesmo curando essa patologia, venham a desenvolver um vaginismo secundário, através de um reflexo condicionado.


QUAIS OS OUTROS MOTIVOS DE DOR DURANTE O SEXO EM MULHERES QUE NÃO TÊM VAGINISMO?
1- Patologias ginecológicas: existe um vasto número de patologias ginecológicas que podem dar dor na relação sexual. Veja a sessão DISPAREUNIA .

2- Falta de lubrificação durante o relacionamento sexual. Isto pode estar acontecendo por dois motivos:

2.1- existência de um um problema sexual , ou seja, está acontecendo uma "Disfunção da fase da excitação sexual" o que pode ser tratado por terapia sexual.

2.2- Atrofia da genitália ou da vagina que pode estar acontecendo por défice hormonal . Os ginecologistas podem tratar essa situação.



QUAIS AS DIFICULDADES EMOCIONAIS
MAIS COMUNS EM MULHERES
QUE TÊM VAGINISMO?

1-Dificuldade de assumir vida sexual adulta, de "ser mulher".

2- Dificuldade de incorporar a vagina como parte do seu corpo.

3- Dificuldade de confiar no homens.

4- Dificuldade de lidar com o "significado emocional do coito".

5- Dificuldade de "se deixar ser penetrada".


QUAIS OS SIGNIFICADOS EMOCIONAIS DO COITO, EM MULHERES QUE TÊM VAGINISMO?
- "Entregar-se" ao parceiro sexual. Se isso acontecesse ele teria "poder" sobre ela . Para algumas mulheres transar significa "se submeter" ao parceiro sexual , em vez de ser um ato de amor ou de prazer, pois sentem "hostilidade" aos homens.

- Aumentar o vínculo conjugal com a consumação do coito e possibilidade de sofrer mais se houver separação. Elas pensam que, se houver separação, sem que haja relações sexuais completa , o sofrimento seria menor.

- Perder a segurança, através da perda da virgindade.

- Confiar plenamente no parceiro que AINDA não demonstrou , não deu, as provas de amor que ela NECESSITA para poder transar.

É imprescindível que todo o significado do coito, seja ele qual for, seja trabalhado durante as sessões, sob pena da terapia não obter sucesso, independente da linha terapêutica.


QUAL O MELHOR MOMENTO PARA INICIAR O TRATAMENTO DO VAGINISMO? SE SOU SOLTEIRA, HÁ ESPERANÇA DO VAGINISMO DESAPARESCER, SE EU ME CASAR?
1-Estar solteira ou casada não interfere com os resultados obtidos na terapia.

2- A grande maioria dos casais, que atendo no consultório por vaginismo, são casados.

3- Para algumas mulheres a permissão interna para o sexo só é obtida com as benções do casamento. Fatores religiosos negativos em relação a sexualidade são importantes mantenedores de todos os tipos de disfunções sexuais, contudo eles podem ser trabalhados durante a terapia, se a mulher desejar ter vida sexual ativa antes de casar.

4- O grau de sofrimento com a dificuldade sexual e a vontade de ser feliz podem ser determinantes do início do tratamento.


QUAL O TRATAMENTO PRECONIZADO PARA O VAGINISMO?
Terapia sexual ou psicoterapia que trabalhe a sexualidade e o significado emocional do coito.



QUEM FAZ A TERAPIA SEXUAL?
O ideal é que o parceiro sexual participe das sessões terapêuticas, isto é, que a terapia seja feita pelo casal.

Mulheres sem parceiro sexual podem fazer a terapia sexual sozinhas.
   
   
   
Dra. Jaqueline Brendler - 51/ 3228.03.22.